CIDADES

MPF recomenda adoção de medidas para conter contágio do coronavírus durante saques de auxílio emergencial em Araguaína

Diante do quadro de pandemia enfrentado pelo Brasil, da liberação do auxílio emergencial pelo governo federal e de relatos de aglomerações nas portas de agências bancárias da Caixa Econômica Federal em Araguaína (TO), o Ministério Público Federal (MPF) expediu recomendações destinadas à CEF e à prefeitura da cidade, com o objetivo de conter a disseminação do novo coronavírus e proporcionar um atendimento mais seguro aos cidadãos.

Entre outras ações, o MPF recomenda que prefeitura e Caixa firmem parceria entre si e com órgãos de segurança pública para orientar e organizar a população que precisa de deslocar à agência bancária.

A Caixa também deve criar mecanismo de agendamentos para os atendimentos e promoção da distribuição de senhas com hora marcada, evitando filas de espera fora do estabelecimento e adotar meios remotos como para informações, como atendimento por telefone, evitando assim que pessoas se desloquem ao banco apenas para receber informações sobre seu direito ao benefício.

Caixa e prefeitura devem informar o acatamento ou não das recomendações em até três dias úteis e têm até cinco dias úteis para comprovarem a implementação as ações.