Araguaina

Centro Especializado em Reabilitação é inaugurado em Araguaína

A população de Araguaína e de mais 63 municípios da região recebeu nesta sexta-feira, 8, o Centro Especializado em Reabilitação (CER) Luiz Flávio Quinta, que será administrado pela Prefeitura de Araguaína e gerenciado pelo Hospital de Amor. Na solenidade de inauguração, o prefeito Ronaldo Dimas destacou a parceria.

“Nada melhor do que ter uma instituição de porte nacional e internacional gerenciando o CER. Instituição que virá mais tarde também gerenciar o que seria mais uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e tornará um centro de prevenção e diagnóstico do câncer”, informou Dimas.

Além do prefeito, estiveram presentes na solenidade de inauguração a senadora Kátia Abreu, o deputado federal Tiago Dimas, o presidente do Hospital de Amor, Henrique Prata, os deputados estaduais Rérisson Macedo e Elenil da Penha, entre outras autoridades.

Referência na Região Norte
A primeira-dama do Brasil, Michelle Bolsonaro, que é madrinha do Hospital de Amor, falou à população de Araguaína e região por meio de um vídeo transmitido no telão para a inauguração da nova unidade. “Essa nova unidade vai atender aos quatro tipos de reabilitação: física, intelectual, visual e auditiva. É um marco para a Região Norte e também para o Brasil. Essa unidade vai ser a primeira de uma nova rede de reabilitação”.

“Não adianta ter uma boa estrutura, bons médicos, se não houver amor, se não tratar a todos por igual. E é isso que os pacientes sentirão aqui, serão acolhidos e tratados como se fossem da família”, afirmou o presidente Henrique Prata.

Cidade inclusiva
“Araguaína está se projetando como uma cidade cada vez mais inclusiva. Nós não queremos ser cuidados, queremos ser projetados para a independência e reabilitação faz isso: promove cidadania, independência e segurança”, ressaltou o presidente da Associação da Pessoa com Deficiência de Araguaína (ADA).

Com dados da Secretaria Municipal da Saúde, estima-se que 22% da população do Estado sofrem de algum tipo de deficiência. Em Araguaína, a estimativa é 24%, o que corresponde a aproximadamente 40 mil pessoas. Em sua plena atividade, o CER terá capacidade de atender a uma média diária de 100 pacientes.

Investimento
Foram investidos no CER R$ 5,1 milhões na construção, com emenda da senadora Kátia Abreu, e R$ 2 milhões em equipamentos, com recursos do Ministério da Saúde e contrapartida do Município.

“Já inaugurei diversas obras em todo o Estado, mas nada me deu mais orgulho e alegria que este equipamento de saúde, que trará esperança e motivação para quem hoje se encontra impossibilitado de se movimentar e de realizar suas atividades. Em tempos em que testemunhamos tanta agressividade e rancor, este CER vem trazer igualdade, amor, compaixão e solidariedade”, assegurou a senadora.

Estrutura
O CER fica localizado entre os loteamentos Cidade Nova e Lago Azul e tem área total de 2.120 m², sendo 2.050 m² edificados. O centro tem 32 consultórios para diversos tipos de atendimentos a pessoas com deficiência. A unidade também conta com box de terapia, fraldários adulto e infantil e refeitório, além de dois veículos adaptados para atendimento exclusivo dos pacientes.

Homenagem
O CER recebeu o nome de Luiz Flávio Quinta, natural de Araguari (MG). Ele mudou-se para Araguaína na década de 1970. Apaixonado pelo campo e por aeronaves, foi um dos pioneiros da aviação no então norte goiano, motivando a formação de vários pilotos na região.

Além de pecuarista, foi muito influente na comercialização de bovinos, contribuindo diretamente para o fortalecimento do agronegócio na região norte do Tocantins. Em 2010, aos 50 anos, foi vítima de um desastre aéreo quando o helicóptero que pilotava caiu na cidade de Imperatriz – MA.

Pai de Luiz Flávio, o ex-prefeito de Araguaína Joaquim Quinta ressaltou a visão e competência do prefeito Ronaldo Dimas. “Este local representa a redenção da região, onde a população araguainense e de todos os municípios vizinhos serão beneficiadas”, afirmou.

RECOMENDADAS PARA VOCÊ