ESTADO

Produtora tocantinense lança filme nesta quarta-feira, 17, no Rio de Janeiro

streia nesta quarta-feira, 17, às 19 horas, no Cine Teatro Joia, localizado em Copacabana, no Rio de Janeiro, o curta-metragem “Invisibilidade”, escrito e dirigido por Túlio de Melo, com produção da GBM filmes, produtora tocantinense independente. Mergulhando nas complexidades da realidade das mulheres travestis do Brasil, a produção aborda de maneira sensível a problemática social enfrentada por elas, apresentando dados e fatos reais, considerados invisíveis aos olhos da sociedade.

De acordo com o diretor do filme, a produção durou quase dois anos e as cenas foram rodadas na cidade do Rio de Janeiro, razão pela qual a pré-estreia será realizada no Cine Teatro Joia, espaço com mais de cinco décadas de tradição e conhecido pela exibição de filmes de arte.

“Todo o elenco de atores faz parte do estado do Rio de Janeiro, então como forma de devolutiva, estamos fazendo a estreia aqui mesmo. Em seguida nós exibiremos em Palmas, pois o restante da equipe é do Tocantins”, explicou. A data oficial para a exibição na capital tocantinense ainda não foi definida, mas a previsão é de que aconteça em março deste ano.

Filme

O curta-metragem “Invisibilidade”, é uma produção que fala sobre a realidade das mulheres travestis do Brasil, relatando vários aspectos que envolvem questões do movimento trans e travesti. A produção conta com o apoio da Associação das Travestis e Transexuais do Estado do Tocantins (Atrato) e outros parceiros. A obra conta com as atuações de Marcus Motta e Djalmir Senna, que interpretam Michelly e “agressor”, respectivamente, montagem por Leandro de Alcântara, preparação de elenco por Sandra Lacerda, trilha sonora e desenho de som por Heitor Martins Oliveira e Oficina de Criatividade Sonora, e maquiagem por Sabrina Stockler.