ESTADO

Homem é condenado por matar amigo de namorada durante crise de ciúmes em Araguaína

O Ministério Público do Tocantins obteve a condenação de um homem de 25 anos por um homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e por dificultar a defesa da vítima) ocorrido em 6 de maio de 2019, em Araguaína.

Werbeth Dias Vieira, julgado pelo Tribunal do Júri nesta terça-feira, 16, recebeu uma pena de 16 anos, 7 meses e 15 dias de prisão por matar, a facadas, Edvaldo Siqueira da Silva.

De acordo com a investigação, Werbeth, a namorada dele e mais um amigo estavam na casa da vítima consumindo bebidas alcoólicas, quando houve um desentendimento, supostamente causado por uma crise de ciúmes.

“Em resposta, o denunciado apanhou uma faca no balcão da cozinha, dominou a vítima e lhe desferiu dois golpes em regiões letais. O denunciado Werbeth Dias Vieira agiu por motivo fútil, desproporcional”, cita o Ministério Público.

Ainda segundo o MP, o acusado usou recurso que dificultou a defesa da vítima, alcoolizada e agredida de forma inesperada. “[A vítima] Teve reduzida a capacidade de escapar”, diz a denúncia.

A denúncia foi assinada pelo promotor de Justiça Saulo Vinhal. Já a sustentação oral, em plenário, foi conduzida pelo promotor Guilherme Cintra Deleuse.