Geral

Em Gurupi, Polícia civil cumpre mandados e identifica homem que usava rede social para programar possíveis atos criminosos

Na manhã desta segunda-feira, 1º, a 8ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (Deic – Gurupi) deu cumprimento a dois mandados de busca e apreensão contra um indivíduo de 18 anos de idade.  Os mandados contemplavam busca na residência do investigado e em uma loja de aparelhos celulares de propriedade do seu pai, ambas localizadas no centro de Gurupi.

A ação ocorreu depois que a Polícia Civil teve conhecimento sobre  possível ato criminoso que seria praticado na cidade. As informações foram reveladas pela plataforma Instagram, que verificou a existência de bate-papos no qual interlocutores comentam sobre a prática de possíveis atos criminosos com a intenção de ganhar visibilidade.

“O instagram remeteu essas mensagens à Embaixada Americana, que entrou em contato com a Diretoria de Inteligência da Polícia Civil. A Inteligência fez o levantamento necessário e, a partir daí, passamos a diligenciar em Gurupi”, contou o delegado Jacson Ribas.

Nesta segunda foram apreendidos dois aparelhos celulares que eram utilizados pelo investigado nas conversas. “Na delegacia ele foi ouvido sobre os fatos e logo depois liberado, já que a ação de hoje não resultou em nenhuma apreensão que ensejasse a prisão em flagrante. Os aparelhos celulares passarão por perícia para, posteriormente, serem remetidos ao Judiciário”, explicou o delegado.