Araguaina

Unidade de Oncologia de Araguaína registra mais de 2.500 procedimentos para tratamento do câncer de mama em 2019

Mais do que falar abertamente sobre o câncer de mama, a campanha mundial do Outubro Rosa traz luz para a prevenção e o diagnóstico precoce da doença, que responde por mais de 90% das chances de cura. E o principal caminho é a mamografia, que consegue detectar o câncer no estágio mais inicial.

Araguaína é referência no tratamento do câncer para toda a região norte do Tocantins e sul do Pará e do Maranhão. E segundo um levantamento da Oncoradium, responsável pela gestão da Unidade de Oncologia do Hospital Regional de Araguaína nos segmentos de consultas oncológicas e quimioterapia, de janeiro a setembro de 2019, mais de 2.500 procedimentos foram realizados para o tratamento do câncer de mama na cidade.

Todos os atendimentos acontecem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O câncer de mama é o segundo tipo de doença mais comum entre as mulheres no Brasil, correspondendo a cerca de 29% dos casos novos a cada ano.

Chances de cura

De acordo com Ariana Luz, oncologista clínica da Oncoradium, mudar os hábitos de vida é outro caminho seguro para prevenir a doença.

“É importante sempre destacar que as mulheres a partir dos 40 anos devem fazer a mamografia. Mas a adoção de hábitos saudáveis, como a redução da obesidade, prática de atividade física, não abusar de bebida alcoólica e não fumar podem ajudar nessa prevenção”, frisa a médica.

Segundo o Ministério da Saúde, no ano 2000, 17,3% dos casos eram diagnosticados nos estágios iniciais no Brasil. Em 2015, o percentual subiu para 27,6%.

Tratamento

Nas últimas décadas, o tratamento do câncer de mama vivenciou avanços muito significativos, mas o tipo vai depender do quadro clínico de cada paciente.

“O que vai determinar qual cirurgia será realizada são os fatores e o grau da doença. Já a quimioterapia e radioterapia são a continuidade desse tratamento contra o câncer de mama”, explica Ariana.

Sintomas

Entre os principais sintomas da doença estão o aparecimento de caroço (nódulo), pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja, alterações no bico do peito, saída espontânea de líquido de um dos mamilos e pequenos nódulos no pescoço ou na região das axilas.