CIDADES

Trilha dos Romeiros em Aragominas recebe placas de sinalização

Com o objetivo de criar a sinalização turística da Trilha dos Romeiros, principal acesso à Área de Preservação Ambiental (APA) Pé do Morro, localizada no Morro da Velha em Aragominas (TO), o projeto de pesquisa “Gestão de turismo em áreas naturais”, coordenado pela professora Stephanni Sudré, do curso de Gestão de Turismo da Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Araguaína, pretende incentivar e promover a educação e interpretação ambiental, a recreação em contato com a natureza e o ecoturismo da localidade.

Para a coordenadora do projeto, professora Stephanni Sudré, “o papel principal da sinalização, além de ajudar a ordenar o turismo, é levar o visitante a percorrer com segurança todos atrativos e aproveitar a experiência do contato com a natureza e reduzir os riscos para a conservação do patrimônio natural e cultural”, pontuou.

A Trilha dos Romeiros recebe anualmente um intenso número de visitantes, especialmente no dia de finados que neste ano terá a programação tradicional com missa campal, peregrinação à igreja do topo do morro, feira de artesanatos e comidas típicas.

Para o acadêmico Camilo Azevedo,  aluno do 5º período de Gestão de Turismo e voluntário do projeto, a comunidade e a natureza local serão os maiores beneficiados desse projeto. “É gratificante ver saindo do papel a implantação da trilha interpretativa da APA Pé do Morro. E de ter participado de parte desse processo que beneficia a comunidade, que é um dos primeiros nessa implantação da APA”, explicou.

Segundo Vanessa Gomes, egressa do curso de Gestão de Turismo e membro da Comunidade Quilombola Pé do Morro, todo o levantamento de informações do projeto foi baseado em questionários e pesquisas no local. “Um orgulho de ver esse projeto sendo colocado em prática, me dá só orgulho! Uma felicidade não só minha, mas de toda comunidade de ver essas placas de sinalizações turísticas sendo colocadas, porque o morro é um lugar histórico e sagrado para nossa Comunidade, cada avanço é um marco na nossa história. Nos dá mais visibilidade, nos ajuda na organização e contribuí com o desenvolvimento turístico da nossa Comunidade”, explicou.

Ainda segundo informação dos membros do projeto, a sinalização favorecerá a divulgação de informações turísticas, históricas e da cultural local, e trará apoio ao visitante com a localização, detalhes no decorrer da Trilha, além da descrição dos atrativos locais, como o mirante, a igreja e o Memorial beato Manoel Borges.