CIDADES

Tribunal do Júri condena a quase 20 anos detentos que mataram colega dentro do Presídio Barra da Grota

O Ministério Público do Tocantins (MPTO) obteve, nesta terça-feira, 19, durante Sessão do Tribunal do Júrí, a condenação de dois homens acusados de matar detendo dentro da Unidade Prisional Barra da Grota em Araguaia, em outubro de 2018. O conselho de sentença reconheceu todas as alegações apresentadas na denúncia em desfavor de Fernando Gomes da Silva e Marcelo Ribeiro de Araújo pelo homicídio de Dário Ferreira da Luz..

O promotor de Justiça Pedro Jainer Clarindo sustentou no Júri, que os denunciados tinham vontade, consciência da ilicitude dos fatos praticados e que se valeram de meio cruel, dissimulação e recurso que dificultou a defesa da vítima para desferir golpes de arma branca e agressões físicas contra Dário.

Por homicídio triplamente qualificado, Fernando Gomes da Silva e Marcelo Ribeiro de Araújo foram condenados a pena de 19 anos, nove meses e 18 dias de reclusão. Os dois continuam presos na referida unidade prisional.