CIDADES

“Teremos os laboratórios de Medicina mais modernos do Tocantins”, anuncia reitor da Unitins em evento em Augustinópolis

O curso de Medicina da Universidade Estadual do Tocantins (Unitins), no Câmpus de Augustinópolis, já é uma realidade e o primeiro vestibular deverá ser realizado no primeiro semestre de 2021. O Projeto Pedagógico do Curso (PPC) foi apresentado pelo governador do Estado do Tocantins, Mauro Carlesse, e pelo reitor da Unitins, Augusto Rezende, à comunidade da região nesta quinta-feira, 17, no câmpus da instituição em Augustinópolis. Eles reforçaram que 50% das vagas nos vestibulares da Universidade Estadual são destinadas aos egressos da rede pública de ensino.

O evento mobilizou deputados estaduais, prefeitos atuais e eleitos da região do Bico do Papagaio, profissionais de saúde, comunidade acadêmica da Unitins e moradores da região.

Como anfitrião do evento, o reitor Augusto Rezende abriu os pronunciamentos anunciando que a Unitins está executando o orçamento destinado para estruturação laboratorial do curso de Medicina, com licitações e aquisições de equipamentos de última geração para o curso.

“Nós teremos os laboratórios de Medicina mais modernos do Estado do Tocantins, com mesa 3D para estudos nas atividades de anatomia e fisiologia, boneco simulador de atividades cardíacas totalmente computadorizado, que a Unitins já comprou, além de outros equipamentos e instrumentos. Nosso curso será muito moderno”, declarou o reitor.

A diretora do Câmpus Augustinópolis, Gisele Padilha, agradeceu o apoio da comunidade acadêmica e de parlamentares para o desenvolvimento e crescimento da Unitins. Gisele pontuou que a região é carente e que o curso de Medicina será um divisor de águas na história de Augustinópolis e do Bico do Papagaio.

O governador Mauro Carlesse falou da satisfação em cumprir esse compromisso e parabenizou a equipe da Unitins, da Saúde, além da Assembleia Legislativa, que por meio dos deputados, destinou recursos para tornar esse sonho realidade. “Somos um governo municipalista, e tudo que fazemos é em benefício do povo. Hoje o Tocantins é um dos Estados mais equilibrados do Brasil. E esse equilíbrio nos permitiu tornar realidade esse projeto. Pessoas que nunca sonharam em poder ver um filho cursar Medicina agora podem sonhar”, ressaltou o Governador explicando que os profissionais formados na instituição vão retribuir a formação com a prestação de serviços à comunidade.

Wanderlei Barbosa, vice-governador do Estado do Tocantins, também citou o compromisso da gestão com uma educação de qualidade em todos os níveis. “A implantação desse curso de Medicina em Augustinópolis é um exemplo do compromisso com a educação em todo o Estado. Ele vai beneficiar não só os estudantes, mas toda a população do Bico do Papagaio”, comentou.

“É o maior legado que a gestão Mauro Carlesse vai deixar nesta região”, ressaltou o presidente da Assembleia Legislativa, Antônio Andrade, frisando que o curso impacta positivamente todos os setores da cidade e que os deputados tiveram uma responsabilidade muito grande nesse processo ao destinarem recursos para a implantação de algo de tamanho alcance.

O prefeito local, Júlio Oliveira, que falou em nome de todos os gestores da região, agradeceu ao Governador pela atitude de implantar o curso, o que irá gerar impactos positivos para a cidade. “Vai mudar a realidade da nossa cidade e vai beneficiar toda a região”, pontuou.

Fase final de implantação

A implantação do curso de Medicina/Câmpus Augustinópolis já seguiu o rito interno na Unitins e agora o PPC tramita no Conselho Estadual de Educação. O curso terá duração de seis anos, com carga horária conforme recomenda a legislação.

A Unitins contou com o apoio importante dos deputados estaduais, que destinaram emendas para viabilizar a sua implantação. Ao todo já foram R$ 2,5 milhões em emendas para a implantação do curso, sendo R$ 500 mil de cada deputado estadual a seguir: Eduardo Siqueira Campos, Fabion Gomes, Amélio Cayres, Jair Farias e Ricardo Ayres.

Reunião técnica

Após o evento, o governador Mauro Carlesse e o reitor Augusto Rezende fizeram uma reunião técnica com médicos que atuam no Bico do Papagaio. O reitor reforçou que a colaboração da classe médica é fundamental para o sucesso do curso. “Nós precisamos do envolvimento de todos os médicos, que serão qualificados para serem os professores. Levaremos a possibilidade de oferecer cursos de pós-graduação e até de mestrado para que esses profissionais se capacitem e sejam, além de bons médicos, também bons professores”, disse o reitor.

Presenças 

Além de prefeitos da região, o evento contou com a presença de secretários de Estado e dos deputados estaduais Olyntho Neto, Vanda Monteiro, Ricardo Ayres, Fabion Gomes, Amélio Cayres e Nilton Franco.