Araguaina

Surpresa de aniversário vira atração turística para moradores de Araguaína

A surpresa feita pela dona Maria Sipriana Borges de 56 anos, ao marido, José Borges Neto, pelo seu aniversário de 65 anos, não chamou a atenção apenas do aposentado, quem passa pela Av. Prefeito João do Sousa Lima, no Centro da Cidade, logo percebe a árvore de ipê um tanto diferente das demais: o tronco e parte dos galhos da árvore decorados com um imenso crochê de cores diversas.

A árvore de Ipê Roxo foi plantada há 16 anos pelo radialista José Borges Neto, no canteiro central da avenida que fica em frente à casa da família. A expectativa era que logo ela começasse a florescer durante os meses de junho e julho, dando o colorido que se espalha por toda a cidade. Mas apesar do ipê ser símbolo de um colorido encantador, a árvore que o senhor José plantou nunca chegou a florescer.

“Eu sempre gostei de plantas, faço mudas de ipê todos os anos e planto pela cidade. Todos os anos, com a chegada do mês de junho, fico na expectativa do ipê florescer pela primeira vez, mas isso nunca aconteceu”, contou o radialista, José Borges Neto

A surpresa colorida
Inconformada com a situação, a esposa, dona Maria Sipriana, decidiu fazer uma surpresa no dia do aniversário do marido, providenciando com a ajuda de uma artista local o colorido que faltava na árvore.

“A ideia surgiu por acaso, vi uma inspiração na internet e achei que seria um belo presente para o meu marido. Encomendei o crochê e preparamos tudo na noite anterior ao aniversário dele, reunimos a família e chamamos meu marido para tirar uma foto em frente ao ipê que ele plantou, foi uma surpresa muito inusitada e bem divertida”, explicou a dona de casa, Maria Sipriana Borges.

A artesã Jucileia Brito levou cerca de um mês para terminar a peça e instalar na árvore. Ela conta que ficou surpresa com a encomenda e adorou o desafio.
“Sempre fui apaixonado por linhas e fios, a arte do crochê chegou até a mim na infância e já me ajudou a vencer a depressão. Ver o meu trabalho proporcionando tanta alegria é realmente a realização de um sonho”, contou a artista, Jucileia Brito.

Ponto turístico
O presente de aniversário logo virou ponto turístico, ofuscando até mesmo o colorido dos outros ipês da avenida. A dona Marinalva foi uma das pessoas que parou para admirar a obra de arte.

“A primeira vez que vi, foi pela internet, já tem muitas pessoas que estão postando fotos. No início eu achei que era uma pintura e achei mais bonito ainda quando descobrir que foi feito de crochê. Espero que com toda essa atenção, o ipê resolva florescer no ano que vem”, disse a camareira, Marinalva Santana Torres.
Para a dona Maria Sipriana, a transformação do ipê também é uma forma de deixar uma mensagem para toda a população.

“Estamos vivendo um momento delicado em que muitas vezes deixamos de enxergar o colorido da vida, diante de tantos problemas enfrentados. Espero que as pessoas que passarem por aqui, possam também colorir mais seu olhar, reparar mais nos pequenos detalhes e valorizar esses momentos da vida”, disse a moradora.