Araguaina

Prefeitura publica decreto que altera funcionamento do comércio, bares, restaurantes e feiras livres em Araguaína

As mudanças foram publicadas no Diário Oficial do Município desta terça-feira, 13, com a intenção de flexibilizar o funcionamento de algumas atividades afetadas durante o combate ao avanço da covid-19 em Araguaína. De acordo com o prefeito Ronaldo Dimas, a decisão foi tomada após a queda na curva de novos casos da doença durante cinco semanas seguidas e a entrega da primeira etapa da sede própria do Hospital Municipal Eduardo Medrado, que está funcionando como Unidade Covid.

“Araguaína tem sido pioneira nas ações de combate à pandemia, sendo a primeira cidade do Brasil a tornar obrigatório o uso de máscaras. Com a entrega do Hospital Municipal que já está operando como Unidade Covid, completamos todo um planejamento executado durante a pandemia e podemos dizer que Araguaína está pronta para essas novas adequações”, explicou o prefeito.

Eventos

Entre as mudanças estabelecidas com o novo decreto estão a readequação dos horários de funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes, que poderão a partir de agora funcionar de domingo a quinta-feira, das 7 às 24 horas e sexta-feira, sábado e véspera de feriado, das 7 às 2 horas do dia seguinte.

A mudança também inclui a realização de shows, eventos, apresentações culturais e comícios, que deverão ser licenciados pelo Departamento Municipal de Posturas, ocorrendo apenas em espaços fechados e com controle de acesso, com capacidade máxima determinada pela densidade de uma pessoa a cada dois metros quadrados de área destinada ao público e limite de 300 participantes.

Comércio e igrejas

A partir de agora os estabelecimentos comerciais e agências bancárias poderão funcionar em horário normal, mantendo as demais regras de controle e distanciamento. As feiras livres também foram incluídas na lista, com distância mínima de 1,5 metro entre estações de trabalho e entre vendedor e cliente.

Já as igrejas e templos religiosos poderão reduzir o distanciamento dos assentos individuais de 2 para 1,5 metro, determinando assim a capacidade máxima de fiéis e fixando-a através de placas em todos os acessos.

“Este não é um momento de descuidarmos, pois esta flexibilização só foi possível devido ao trabalho duro realizado até agora e todo o cuidado e higienização para impedir o avanço da pandemia em Araguaína”, alertou Ronaldo Dimas.

A fiscalização do cumprimento das regras estabelecidas pelo decreto será feita em um trabalho conjunto entre os órgãos municipais e agentes de trânsito, com apoio das forças policiais. Caso seja identificado algum tipo de infração, o responsável poderá responder por crime contra a ordem e saúde pública, além de receber multa.

Redução de casos

Araguaína registrou mais uma semana de queda nos novos casos da covid-19 e chegou a cinco consecutivas. O boletim semanal do último dia 8 apontou queda de 72% desde o pico da doença, quando haviam 1.219 novos casos da covid-19 em sete dias. De lá para cá, a queda foi consecutiva semanalmente em 1.048, 671, 616, 542 e na última marcou 333 novos casos.