Araguaina

Prefeitura conclui primeira bacia de detenção para evitar alagamentos em Araguaína

Esta semana, a Prefeitura de Araguaína concluiu a primeira Bacia de Detenção e a instalação da primeira etapa da instalação de aduelas para a canalização dos córregos Neblina e Canindé. A estrutura está localizada no trajeto da Via Norte e faz parte do Projeto de Saneamento Integrado Águas de Araguaína, considerada a maior obra de engenharia urbana do Tocantins.

“Além de preservar as nascentes e córregos que cortam a cidade, a bacia irá evitar assoreamentos, alagamentos, entre outros problemas causados pelas chuvas”, explicou o gerente de supervisão e acompanhamento de obras do Projeto de Saneamento Integrado Águas de Araguaína, Cid Forghieri.

O reservatório controla o escoamento da água das chuvas com um armazenamento temporário, liberando lentamente a água acumulada e garantindo que o sistema de macrodrenagem funcione com eficiência. Além disso o local também ganhará pista de caminhada e gramado em volta para que a população possa utilizar o espaço como opção de esporte e lazer.

De acordo com o projeto, serão construídas ao todo seis bacias de detenção para receber a água das chuvas que serão fechadas durante o período de estiagem para garantir a preservação dos córregos. Essas bacias compõem o sistema de drenagem dos córregos Neblina e Canindé, entre outros. Também serão implantados os parques Nascentes do Neblina, Raizal e São Miguel, além de outras obras de infraestrutura que já estão em execução em vários setores, como Morada do Sol 3, Ana Maria, Jardim Vitória e Tocantins.

Neste primeiro trecho que liga as avenidas Cônego João Lima e Castelo Branco também já está sendo executada a canalização de 1.600 metros do córrego Neblina, que após a conclusão receberá a pavimentação asfáltica. A previsão é que esta etapa da obra seja concluída no primeiro semestre de 2021.

Projeto Águas de Araguaína

As obras do Projeto de Saneamento Integrado Águas de Araguaína foram iniciadas em julho de 2020, com a implantação do primeiro trecho da avenida, que ficará entre a avenida Cônego João Lima, no Centro, e o Parque Cimba, beneficiando diretamente os bairros Neblina, Jardim Goiás, Brasil e Cimba.

Após a Avenida Castelo Branco, a 2ª etapa fará a interligação com a Rua Dois de Julho e Avenida Amazonas, no Setor Araguaína Sul, tendo aproximadamente 2,6 km, seguindo por mais 5,2 km até a Avenida Palmas, no Setor Costa Esmeralda.

Somando os dois trechos, a via terá 9 quilômetros de extensão, que cruzará diretamente 14 bairros para desafogar o trânsito entre o Centro e os bairros, conectando o final da Avenida Marginal Neblina até a BR-153.