Araguaina

Para Dimas, “há expectativa do Governo colaborar com quantia maior para hospital”

Na manhã desta quinta-feira, 3, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, recebeu o governador Mauro Carlesse no local onde está sendo construída a primeira etapa do prédio próprio do Hospital Municipal Eduardo Medrado. O objetivo da visita do governador foi assinar um termo de intenção de convênio com a Prefeitura de Araguaína para ajudar no pagamento dos custos da obra que será utilizada como Hospital de Campanha durante a pandemia.

De acordo com o prefeito Ronaldo Dimas, ainda há a expectativa de que o governo colabore com uma quantia maior para a obra. “Nossa expectativa é que o Governo do Estado chegue ao valor de R$ 4,5 milhões para ajudar nos custos com a obra da unidade que vai atender toda a região norte do Tocantins. Mas enquanto isso, não podemos ficar parados e já estamos providenciando a implantação de mais 5 leitos de UTI no Hospital de Campanha já instalado na Vila Norte para pacientes com covid-19”, explicou Ronaldo Dimas.

O valor do convênio assinado é de R$ 3 milhões e será utilizado para pagar parte dos custos desta etapa de construção do Hospital Municipal de Araguaína (HMA), orçada em R$ 9,2 milhões e deverá ser entregue ainda este mês. O novo local servirá temporariamente como hospital de campanha com 60 leitos para tratamento da covid-19, sendo 20 em unidades de terapia intensiva e 40 clínicos que serão anexados futuramente ao restante da unidade.

“Assim como fiz com outras cidades do Tocantins, me reuni com o Ronaldo Dimas na semana passada e ele prontamente me apresentou um projeto para que pudéssemos firmar esse convênio. Não é um valor muito alto, mas vai ajudar no combate a pandemia e o prefeito de Araguaína está de parabéns, pois a cidade está preparada para atender as pessoas que precisarem de um leito”, declarou o governador Mauro Carlesse durante entrevista coletiva.

O hospital 

A obra completa prevê um investimento total de mais de R$ 22,9 milhões, sendo R$ 19,3 milhões oriundos de emenda impositiva da bancada federal tocantinense e R$ 3,5 milhões do Tesouro Municipal.

O novo prédio ficará localizado no Setor Jardim das Flores e terá uma área de aproximadamente nove mil metros quadrados, com possibilidade de ampliação vertical no futuro, podendo chegar a mais de 15.000 m².

A unidade contará com ambulatório de pediatria e cirurgia ambulatorial de adultos; salas de pesquisa química, coleta e imagens; pronto atendimento de urgência e emergência; hall de entrada, onde será feito o acolhimento de pacientes; alas de internação; centro cirúrgico; capela ecumênica; salas para administração; sala de suprimentos e almoxarifado; espaço para farmácia e nutrição; e a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica.

Referência regional

O Hospital Municipal de Araguaína é referência para região Macrocentro Norte, atendendo a pacientes de Araguaína e toda a região em baixa e média complexidades na área de pediatria. É administrado pelo Instituto de Saúde e Cidadania (ISAC) e atende com 60 leitos. A Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Pediátrica também fica localizada no prédio e conta com 10 leitos.

A unidade é modelo na realização de cirurgias cardíacas pediátricas, sendo a terceira a implantar o serviço em toda a região. Até então crianças que necessitavam de uma cirurgia cardíaca eram transferidas para hospitais de estados como Goiás e Minas Gerais.

Em menos de um ano, 27 crianças já foram salvas com o procedimento que também já está sendo realizado em recém-nascidos. Caso essas crianças tivessem que ser transferidas para outros estados, o custo ultrapassaria os R$ 9,5 milhões, suficientes para custear toda a operação da UTI pediátrica por quase um ano.