AÇÃO POLICIAL

Curso de Inteligência Cibernética capacita profissionais da Segurança Pública em Palmas

Entre os dias 6 e 10 de maio, acontece a 32ª edição do Curso de Inteligência Cibernética (CIC), em Palmas, capital do Tocantins. O curso está sendo realizado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) e tem como objetivo capacitar profissionais da área de Inteligência da Segurança Pública que já possuem o Curso de Introdução à Atividade de Inteligência, ou equivalente, para utilizar equipamentos, softwares e técnicas que permitam a descoberta, a aquisição, a preservação e o processamento de dados presentes em ambiente cibernético.

O evento conta com a participação de profissionais da área de Inteligência da Segurança Pública de vários estados brasileiros e da União, bem como outros profissionais que atuam ou apoiam o Subsistema de Inteligência de Segurança Pública. Na cerimônia de abertura, estiveram presentes representantes da Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros, Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Secretaria de Segurança Pública (SSP).

O curso é oferecido pelo Ministério da Justiça em parceria com a SSP/TO, sob coordenação da Superintendência de Inteligência Estratégica e apoio logístico da Escola Superior de Polícia Civil (Espol). “O curso aborda um tema extremamente relevante na atualidade. Percebemos que há um avanço dos crimes utilizando os meios virtuais, e há a necessidade das forças de segurança se aprimorarem para combater e investigar esses tipos de crimes, que estão cada vez mais presentes no cenário atual”, destaca o superintendente de Inteligência Estratégica, Emerson Francisco de Moura.

O delegado geral da Polícia Civil do Tocantins, Claudemir Luiz Ferreira, explica que o curso conta com a participação de aproximadamente 70 profissionais distribuídos entre corpo docente e discente. “Este curso mostra o comprometimento da Segurança Pública em fornecer as ferramentas e conhecimentos necessários para enfrentar os desafios do ciberespaço e garantir a segurança digital da sociedade”, finaliza.