AÇÃO POLICIAL

Em Araguatins, idoso é preso por estuprar vizinha de 12 anos

A Polícia Civil do Tocantins, por intermédio da 1ª Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher e Vulneráveis (1ª DEAM-V) de Araguatins, em mais uma ação de combate aos crimes contra a dignidade sexual de crianças e adolescentes, deu cumprimento nessa quarta-feira, 25, a mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem de 60 anos pela prática, em tese, do crime de estupro de vulnerável.

Conforme o delegado-chefe da 1ª DEAM-V, Eduardo Morais Artiaga, a prisão se deu após a vítima registrar o boletim de ocorrência na Central de Atendimento de Araguatins. Em seguida, o caso foi repassado para a Delegacia especializada onde foi realizado os procedimentos de praxe nesse tipo de crime, entre eles escuta especializada devido a vítima possuir 12 anos de idade e exame pericial de conjunção carnal.

Apurou-se através das investigações que o estupro ocorreu no dia 28 de outubro do corrente ano, por volta das 15h, quando a vítima encontrava-se vendendo geladinho, momento em que foi abordada pelo investigado dizendo que teria interesse em comprar o geladinho, só que a vítima deveria acompanhá-lo até sua residência, ocasião que o homem já agarrou a vítima pelo braço e levo-a até sua casa, onde consumou o estupro, conforme conclusão do laudo de conjunção carnal.

A autoridade policial asseverou que o investigado aproveitou da circunstância de conhecer a vítima e seus familiares devido ao fato de ser vizinho e, assim, teve a facilidade de atrair a vítima. Após consumar o crime, o indivíduo ainda fez ameaças de morte caso a menina contasse para alguém, bem como ainda deu a importância de 150 reais para a vítima ficar calada.

Após a confirmação da autoria do crime, o Delegado representou junto ao Poder Judiciário pela prisão do indivíduo, a qual foi deferida pelo juízo da Comarca local. De posse da ordem judicial, os policiais civis passaram a diligenciar e localizaram o paradeiro do investigado que foi então conduzido até à sede da 1ª DEAMV, onde a autoridade policial deu cumprimento a ordem judicial.

Após os procedimentos legais cabíveis, o homem foi encaminhado para a carceragem da Cadeia Pública de Araguatins, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário