ESTADO

Candidato eliminado no TAF da PM-TO consegue provar na Justiça erro de avaliador e se mantém no cargo de soldado

O Tribunal de Justiça do Tocantins, em julgamento de apelação e remessa necessária, julgou procedente ação declaratória em concurso público cargo de soldado do QPPM (quadro de praças policiais militares) Estado do Tocantins e que na segunda fase do certame o Candidato foi eliminado teste de aptidão física no teste de abdominal.

No caso o advogado Indiano Soares, ao analisar o caso, conseguiu demonstrar o erro da banca avaliadora e demonstrou que a avaliadora deixou de computar parte dos abdominais realizados, finalizando o teste com 28 repetições concluídas, das 30 exigidas pelo edital.

Foi conquistada a liminar concedida para prosseguir nas demais fases sendo feito o curso de formação profissional, ato da administração, nomeação e posse consolidadas.

O candidato já é policial militar.