Política

Após proibição do trabalho dos mototaxistas, Terciliano Gomes parabeniza ASTT por fiscalizar clandestinos

Após o vereador de Araguaína Terciliano Gomes criticar com veemência a falta de fiscalização aos clandestinos que ainda atuam na cidade, a Agência de Segurança Transporte e Trânsito (ASTT) intensificou a fiscalização na cidade.

O parlamentar citou que por recomendação do Ministério Público a prefeitura suspendeu o trabalho dos mototaxistas no transporte de pessoas para prevenir o contágio do novo coronavírus. “Quero parabenizar a ASTT por essa fiscalização contra os clandestinos. Essa fiscalização precisa ser constante e não apenas nesse momento”, pontua.

“Estamos observando que os clandestinos estão trabalhando de forma solta. Muitos carros não são legalizados e a Câmara não aprovou o trabalho dos clandestinos e o Poder público não reconhece, eles não têm alvará de funcionamento”, afirma.

Apoio aos caminhoneiros

Terciliano reconheceu a revisão de permitir a abertura dos restaurantes que ficam às margens da BR-153, em Araguaína. No primeiro decreto, o prefeito Ronaldo Dimas havia proibido o funcionamento.

“Nós temos que ter algo equilibrado e sensato. O termo fique em casa não pode ser aquele que prejudique a economia e que os serviços essenciais parem também. O prefeito Ronaldo Dimas fez o procedimento correto de liberar a abertura de restaurantes. Os caminhoneiros precisam se alimentar ter serviços essenciais. Paralisar tudo pode trazer um pode trazer um prejuízo enorme aos país, temos que rever o que pode parar e o que não pode, sobre tudo o que pode continuar com restrições”, frisa.