Política

Após Dimas implantar centro de castração, Marcus Marcelo afirma que Clínica Veterinária é próximo compromisso

O candidato a vice-prefeito de Araguaína Marcus Marcelo (PL), da Coligação A Transformação Continua, afirmou que em sua gestão com Wagner Rodrigues (Solidariedade) será implantada a Clínica Veterinária Municipal para realização de exames, cirurgias e atendimentos de emergência para cães e gatos. “A esterilização é uma das ações mais efetivas no controle populacional desses animais, que em grande parte vive em situação de abandono, podendo disseminar doenças que colocam em risco sua qualidade de vida e dos seres humanos quanto à disseminação de zoonoses, portanto é uma questão de saúde pública.”, explicou Marcus.

O candidato a vice é médico veterinário e autor da lei que cria os atendimentos gratuitos, com início das atividades nesta terça-feira, 20, após a inauguração do Centro Municipal de Castração para Cães e Gatos pelo prefeito Ronaldo Dimas (Podemos). “Será um compromisso nosso. Já demos um primeiro passo importantíssimo com a implantação do centro. Agora para compor uma clínica, o mesmo espaço comporta, vamos adaptar com mesas cirúrgicas, por exemplo”, informou Marcus Marcelo.

Cuidados
O Centro de Castração para Cães e Gatos funciona no Setor Santa Terezinha. O objetivo é o controle populacional dos animais para evitar o aumento de zoonoses (doenças de animais transmitidas para as pessoas) no Município.

A implantação do local é uma parceria entre a Prefeitura, a Associação Protetora de Animais de Araguaína (APAA), o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Defensoria Pública Estadual (DPE), UFT e empresas privadas.

O centro é o primeiro passo para a instalação da Clínica Veterinária Municipal, a primeira com atendimentos sem custo aos donos de animais no Estado do Tocantins. A criação do centro atende a Lei Municipal nº 2.958/2015, que estabelece parâmetros para atendimento dos animais e o controle será feito através da esterilização cirúrgica.

Atendimentos
O centro realiza os atendimentos vinculado ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ). Média de atendimento diário inicialmente é de 15 animais, podendo chegar a 40. Nesta fase de implantação, somente os animais machos serão castrados no centro.

Araguaína Sul e Bairro São João serão os primeiros setores a serem cadastrados por se tratarem de locais com maior índice de casos de leishmaniose. Os agentes de endemia farão o primeiro contato com as famílias.

Espaços PET
O candidato a vice também defenderá que as praças tenham espaços pet. A praça entregue pelo Loteamento Jardim dos Ipês à Prefeitura de Araguaína já conta com um espaço que tem como função possibilitar que os donos de animais de estimação levem seus bichinhos para o passeio com mais tranquiliadade, estimulando assim hábitos saudáveis para os animais que podem correr e gastar energia em um espaço adequado.