AÇÃO POLICIAL

Após 16 anos, Polícia Civil prende suspeito de matar homem por causa de garota de programa em Araguaína

A Polícia Civil do Tocantins, por meio da 2ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP concluiu no último sábado, 30, em Araguaína, na região Norte do Estado, o inquérito policial referente à prisão um homem de iniciais A. J. do N. de 49 anos suspeito de cometer um homicídio em julho de 2003. A vítima, Adão Correia da Silva, teria sido morta por A.J. do N. depois de uma desavença, que teve como pivô uma mulher que atuava como garota de programa.

O homem foi preso no último dia 24 de outubro. Além do mandado de prisão pelo homicídio, o homem é suspeito também de outro crime, referente a uma tentativa de homicídio. Segundo o delegado Guilherme Coutinho Torres, no dia do crime, os dois estariam bebendo na região da feirinha e ocorreu uma discussão acerca de uma mulher que mantinha relações sexuais com autor e a vítima.

Após a discussão, o autor teria ido a um estabelecimento comercial, adquirido uma faca, retornado ao local e desferido golpes fatais na vítima. “Foram realizadas várias diligências e tentativas para localizar o autor. Com o autor preso, foi feito o interrogatório, tendo o investigado confessado o crime, tentando criar uma possível legítima defesa. Contudo, alguns elementos da fala do suspeito e do inquérito policial afastaram essa possibilidade”, disse.

Após os procedimentos cabíveis, o homem foi encaminhado para a Casa de Prisão Provisória de Araguaína.